quinta-feira, 26 de maio de 2011


A morte é algo curioso.
Os cristãos por exemplo,acham no fim da vida quem for uma boa pessoa vai para o céu(e ainda dá para comprar o terreno e garantir sua vaga se pagar adiantado),porém quem for mau terá seu terreno de 2m² (esse sai de graça)do lado do capeta.
Já os Mulçumanos,acreditam que mil virgens lhe esperam nos céus(não é de se estranhar o grande número de homens bombas),só que eles não lembram que quando essas mil virgens ficarem na Tpm,lá será o inferno .
Lendo a biografia do Picasso,vi o quanto ele temia a morte e a doença,por achar que ainda havia tanto a se fazer e produzir.
Pra ser sincero me identifico com ele nesse ponto,tenho mais medo de morrer sem ter feito algo que realmente tenha importância,do que da morte em si(sem querer escrotizar ou parecer fodão)...tenho medo de ter vindo a esse mundo só a passeio(como diz meu avô).
Acho que no final o grande lance é aproveitar a nossa estadia fazendo algo produtivo(não tô falando dessa frescura de Carpe diem) e renegar o máximo que pudermos essa nossa condição medíocre de comer e distribuir fezes por ai.

Dicas:

Filme-Oyama:O lutador lendário:Um filme Sul-Coreano sobre o famoso karateca,ele começa e termina com uma frase fantástica sobre a vida:"Eu tenho medo de lutar,tenho medo de morrer e ser massacrado.Mas tenho mais medo ainda de ficar invalido do que morrer lutando!"Simplesmente fodão.

Livro:O capitão saiu para o almoço e os marinheiros tomaram conta do navio:Último livro do classudo Charles Bukowski.Na verdade são trechos do seu diário pessoal,narrando seus últimos dias de vida,com o cansaço da sua rotina na entediante vida moderna.

Música-A última seresta, do grande e não menos classudo Nelson Gonçalves:Para mim uma grande música de despedida.

Obrigado a todos que acompanham.

quarta-feira, 18 de maio de 2011

(Pra "vê" maior,"dá" um clique na imagem,joinha!)

Criar quadrinhos é criar mundos,situações.
É brincar de Deus,assim como ele brinca conosco!

Obrigado a todos,

terça-feira, 10 de maio de 2011


O Osama morreu?
Como diria minha vó:"Pra alma dele cago eu!"

"A guerra nada mais é que a continuação da política por outros meios." (Karl von Clausewitz)

O que me questiono é quantas pessoas inocentes morreram para que isso acontecesse e quantas vão morrer porque isso aconteceu?


Dicas:
Filme:Fahrenheit 11 de setembro -Documentário dirigido pelo Michel Moore.Onde ele tenta mostrar o verdadeiro interesse "gringo" pelo oriente médio.Pode parecer meio clichê(uma vez que teve uma época em que o diretor era bem "moderninho"),mas vale muito a pena dar uma olhada nesse e em outros trabalhos dele.

Só uma curiosidade:Fui ao multiplex assistir a esse filme numa quarta-feira a tarde,pois além da entrada ser mais barata,teria menos daqueles idiotas que ficam comentando o filme e falando outras besteiras alto.Além do que como era um documentário,legendado e estava numa sala pequena comecei a acreditar que realmente poderia existir paz num multiplex,teoria que foi logo por água a baixo aos 15 minutos de filme quando entrou na sala um grupo de garotos,que deviam ter vindo direto da escola para lá e como acho que já deviam ter visto todos os filmes daquela temporada(pobres crianças ricas e entediadas)foram ver o único que ainda não tinham visto:O que eu estava assistindo!
Não me espantei quando elas logo se sentaram perto da tela e com seus celulares de última geração começaram a erguer os braços com os aparelhos acesos,tocando músicas e sorrindo por essa "peraltice"...bem,isso até um sujeito que estava logo atrás delas dar uns berros e elas sairem da sala logo em seguida cabisbaixas(acho até que engolindo o choro)com seus celulares apagados e sem nenhum sorriso no rosto.
Moral da história:"Deveria haver uma placa nesse cinemas de shoppings dizendo:Cuidado!Crianças inconvenientes e adultos irritadiços!"


Obrigado pessoal!