segunda-feira, 25 de abril de 2011

Uma postagem muito estranha


Clique na imagem para ver maior(clica ai "brodagi"!)



Mas uma tira sem graça de segunda.

Não sei o que está acontecendo com o meu senso de humor,ele anda "Estranho".

Quando tiver mais tempo eu saio para procurar ele...



Adendo 1:

Não compartilho com essa idéia de que "todo mundo é igual",merda nenhuma,pelo contrário todo mundo é diferente(essa é a graça desse "maravilhoso mundinho de merda" em que vivemos).O que as pessoas tem que aprender(inclusive eu) é a conviver com as diferenças...porque no final das contas tudo e todos são estranhos até que conheçamos.



Adendo 2:

Agora dia 28/04,fazem dois anos da criação do Esse Meu Humor,Mau Humor,Meu Amor!Nunca imaginei que ele iria ter mais tempo de vida do que uma mosca...que estranho!

Para comemorar isso pensei em fazer um zine comemorativo com o material que foi publicado nesse meio tempo(mas não sei se teria material bastante para uma edição) ou fazer uma festa com stripers dançando no pole dance e com comida e bebida de graça para todos(essa seria a melhor opção se eu tivesse dinheiro).Não sei o que fazer mas vou tentar pensar em algo para a data não passar despercebida e comemorar isso com os milhares de leitores desse blog,alguém tem alguma sugestão?



Dicas:

Livro:Testamento de Pasárgada-Um estudo Crítico da obra de Manuel Bandeira,escrito pelo Ivan Junqueira.Mostra trabalhos de várias fases do poeta e cronista pernambucano,inclusive algumas em que há o estranhamento do poeta com o mundo.E o texto do Ivan só complementa a absorvição da obra.



Quadrinhos:Qualquer coisa do Miguelanxo Prado-Histórias de narrativas surreais com personagens que de tão fantástiscas se tornam tão palpáveis nesse mundo de pessoas estranhas em que vivemos.Um dos meu autores prediletos,pena que teve pouca coisa lançada por aqui.



Filmes:Gênio indomável(Good Will Hunting) -O melhor filme do Matt damon(quem falar que é o indentidade Bourne leva uma sova,rsrs),sobre não conseguir se encaixar e se sentir estranho no mundo.



Música:A Palo Seco do Belchior-"tenho 25 anos de sonhos e de sangue e de América do Sul"...Não acho a melhor do Belchior,mas acho essa frase fantástica.



Mais um vez obrigado a todos que visitam o blog,



Abraço

segunda-feira, 18 de abril de 2011

O amor é uma "Fror"!


É preciso determinação para o amor.
Por isso poucos conseguem amar...mas quem pode culpá-los?

Chinesinho apaixonado(muito bom):

Até,

Dicas:

Filme:Há tanto tempo que te amo -Lindo filme francês sobre o amor de uma mãe por um filho.Para dar uma olhada no trailer é só clicar aqui .

Obrigado a todos que acompanham.

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Música de Elevador

(Clica ai na imagem pra vê maior,fera!)

Mas uma tira sem graça de segunda-feira...sono,sono,sono...
Mensagem de biscoito da sorte chinês:
Xing xong Chun-li whushu kongfu(panda) jet li !
Tradução:
Tome cuidado com os sobes e desces da vida.

Obrigado a todos que acompanham o blog.

segunda-feira, 4 de abril de 2011

O Meu nome é ninguém


(Clique na imagem para ver maior)

Vivi toda a minha vida num lugar onde os valores se mediam por nome e status social,onde era mais importante ter do que ser.E no meio de tudo isso eu não era nada...e no meio de tudo isso eu nunca fui,mas por um período eu tentei ser e tentei achar.Porém no fim descobri que não era ninguém.Mas quem disse que é preciso ser alguém?Quem disse que é ruim ser ninguém?
Pois é assim que se chama o obstinado personagem do Terence Hill no western clássico:My name is nobody.E foi também com esse nome que Ulisses conseguiu enganar o Ciclope Polifemo e fugir da ilha hypereia e retornar após anos para sua amada esposa.
Então definitivamente me orgulho de quem sou,me orgulho do que sou.
Portanto,prazer! Podem me chamar de Ninguém!

Só sabendo quem somos é que podemos crescer,só sabendo o que queremos é que podemos evoluir.Sabendo disso nada mais importa.

Rafael,

Após um ótima tarde de Domingo em boa companhia.

Dicas:
Filme:Meu nome é Ninguém (My name is Nobody)-Como não poderia deixar de ser,um dos maiores clássicos do gênero western,produzido pelo genial Sergio Leone e estrelado pelos não menos grandiosos:Terence hill e Henry Fonda.Mostra um homem tentando se adaptar ao mundo num período de transição sem perder a própria essência.O diretor consegue abordar um tema sério com humor sem se perder em dramalhões e pseudo existencialismo.Um dos meus preferidos!

Música: Me ensina do Dead Fish-A letra já diz tudo.

Quadrinhos:Retalhos do Craig Thompson-Conta o amadurecimento do autor,desde o seu primeiro amor até o conflito com a sua criação extremamente religiosa,na busca de conhecer a si mesmo.

Obrigado a todos.